Rio de Janeiro - Brasil

BEM VINDOS AO BLOG UAN Noticias

Blog de discussão dos assuntos do nosso cotidiano. .

Qual é o Terceiro melhor espetáculo de escola de samba do Pais?

Ola galera, o artigo de hoje e para falar sobre uma questão difícil de decidir, qual seria o terceiro melhor espetáculo de escola de samba do Brasil no carnaval.

TV Brasil vai transmitir desfiles das campeãs do Rio de Janeiro

A TV Brasil vai exibir com exclusividade o desfile das escolas de samba campeãs do carnaval do Rio de Janeiro no sábado, dia 4 de março.

quinta-feira, 2 de março de 2017

TV Brasil vai transmitir desfiles das campeãs do Rio de Janeiro




A TV Brasil vai exibir com exclusividade o desfile das escolas de samba campeãs do carnaval do Rio de Janeiro no sábado, dia 4 de março. No dia anterior, dia 3, a emissora põe no ar também ao vivo o desfile das campeãs de São Paulo.

A transmissão dos três desfiles será para todo o país. Os direitos para a exibição foram cedidos pela TV Globo. O acordo entre as duas emissoras foi formalizado na última semana de janeiro.
Pela ordem desfilarão:

Beija Flor   6ª Colocada

Grande Rio  5ª Colocada

Mangueira:  4ª Colocada

Salgueiro  3ª Colocada

Mocidade  2ª Colocada

Portela   1ª Colocada

Fonte: 
UAN Noticias

Mulher é queimada viva e cremada pela família depois de hospital declarar sua morte erroneamente



A equipe médica do Hospital Sharda, do estado indiano de Uttar Pradesh, norte da Índia, cometeu um erro médico que custou a vida de Rachna Sisodia, de 24 anos.

O departamento médico declarou a morte de Rachna e ela foi cremada viva até a morte em uma pira funerária, na Índia. O laudo declarou, erroneamente, infecção pulmonar.

Enquanto acontecia a cerimônia de cremação, um parente resolveu retirar o corpo de Rachna da pira do funeral por desconfiar que ela não estava morta. Depois de analisar, o corpo já não demonstrava mais sinais vitais, a necropsia havia constatado partículas carbonizadas na traqueia e nos pulmões da jovem.

De acordo com o porta-voz da polícia local indiana, em entrevista ao dailymail, “Isso acontece quando alguém é queimado vivo. As partículas vão para dentro com a respiração. Se uma pessoa está morta, tais partículas não podem alcançar os pulmões e a traqueia. Então os médicos concluíram que a mulher foi queimada viva na pira.”

De acordo com o jornal Extra, “a equipe médica do hospital manteve a posição de Rachna já estava morta. Mas dois médicos que trabalharam na necrópsia descartaram a morte por infecção pulmonar e concluíram que a jovem morrera pelo “choque causado por ser queimada viva“.

Fonte: Extra

Cientistas descobrem sinais de vida mais antigos na Terra



Por Leonardo De Cosmo - Os traços mais antigos de formas de vida na Terra foram descobertos no Canadá. Tratam-se de microrganismos que viveram há 3,8 bilhões de anos e próximo às fontes hidrotermais. Os resultados das análises feitas pelo biogeoquímico Matthew Dodd, da 
Universidade College de Londres, foram publicados na revista Nature. A descoberta pode ser um sinal dos primeiríssimos seres vivos que surgiram no planeta.

As marcas dos antigos seres vivos foram reconhecidas nas rochas de Nuvvuagittuq, em Quebec, no Canadá, e já eram conhecidos por estarem entre as mais antigas do planeta. Além disso, seriam a prova indiscutível da existência de atividade biológica de ao menos 3,8 bilhões de anos atrás.

As análises identificaram estruturas tubulares e filamentos compostos por óxidos de ferro, muito parecidos com aqueles que podem ser encontrados ainda hoje nas proximidades das fontes hidrotermais oceânicas. Eles teriam sido formados por microrganismos que estavam aprisionados em camadas de quartzo.

A descoberta ainda dá sustento às hipóteses de que a vida tenha sido desenvolvida nas fontes termais oceânicas nas proximidades de "caminhos" de água muito quentes, parecidos com aqueles existentes ainda hoje e que alimentam comunidades de seres vivos "extremos".

Até agora, da existência de formas de vida antigas, tinham sido encontrados apenas traços de estromatólitos, verdadeiras rochas formadas de sedimentos produzidos também por antigas bactérias ou algas microscópicas. Nem todos os cientistas concordavam sobre sua origem biológica.

"A descoberta foi feita sobre algumas das amostras de rochas mais antigas que se tem conhecimento, e a datagem dos restos poderiam ser ainda mais velhas, de até 4,2 bilhões de anos", explicou o geólogo Carlo Doglioni, da Universidade Sapienza de Roma e presidente do Instituto Nacional de Geologia e Vulcanologia (INGV).

Os mesmos ambientes nos quais esses antigos organismos teriam sido desenvolvidos podem ter existido também em Marte, há milhões de anos, e podem ser ativos ainda hoje também nos oceanos da Europa e no satélite Encélado. 

"Por isso também fica interessante estudar as fontes hidrotermais, e quem sabe não seja possível encontrar moléculas que tiveram papel importante para o nascimento da vida e que seja possível, hoje, serem usadas também pela medicina", disse o biólogo Carlo Alberto Redi, da Universidade de Pávia.

Fonte: Terra

 


BBC: Porta do inferno': a gigantesca cratera que continua crescendo e revela como a Terra era há 200 mil anos



Um buraco de 1 quilômetro de extensão e 85 metros de profundidade não para de crescer em uma remota região da Rússia e é chamado de "porta para o inferno" por pessoas que vivem na região, que preferem evitá-lo.

Mas cientistas asseguram que se trata de uma cratera única, um registro detalhado de 200 mil anos de história da Terra.
Batagaika, a gigantesca cratera, emerge de forma dramática na floresta boreal da Sibéria à medida que o permafrost - tipo de solo que está sempre congelado - derrete como efeito do aquecimento global.

A cratera tem crescido na média de 10 metros por ano. Mas em anos mais quentes, esse aumento chegou a 30 metros, conforme indicou estudo do Instituto Alfred Wegener em Potsdam, na Alemanha. A instituição vem monitorando o buraco há uma década.

A cratera representa uma rara oportunidade de observar, ao mesmo tempo, o passado, o presente e o futuro.

As camadas de sedimento expostas revelam como era o clima na região há 200 mil anos. Resquícios de árvores, pólen e animais indicam que, no passado, a área foi uma densa floresta.
Esse registro geológico pode ajudar a compreender como será, no futuro, a adaptação da região ao aquecimento global. E, ao mesmo tempo, o crescimento acelerado da cratera é um indicador imediato do impacto cada vez maior das mudanças climáticas no degelo do permafrost.

A cratera apareceu na década de 60, de acordo com Julian Murton, professor da Universidade de Sussex, na Inglaterra.

O rápido desmatamento na região deixou o terreno sem a proteção das sombras das árvores nos meses de verão. Assim, os raios de sol aqueceram o solo e aceleraram o processo de degelo, uma vez que era a vegetação que mantinha o solo resfriado.

Isso é importante porque a história climática de grande parte da Sibéria ainda pode ser considerada um mistério. Ao reconstruir alterações ambientais do passado, cientistas esperam conseguir prever mudanças similares no futuro.

Há 125 mil anos, por exemplo, houve um período interglacial, com temperaturas vários graus acima das registradas atualmente.

"Entender como era o ecossistema pode nos ajudar a entender como a região se adaptará ao atual aquecimento do clima", afirma o professor Julian Murton

Fonte: BBC

PRF flagra homem embriagado dormindo em BR no sul do Piauí



Nesta quinta-feira (02), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou o balanço da Operação Carnaval deste ano e um caso inusitado registrado na noite da última terça-feira (28) chamou a atenção dos agentes. 

Na última noite de Carnaval, a PRF foi acionada para retirar um homem embriagado que estava dormindo na BR-230, na zona rural da cidade da cidade de Floriano, no sul do estado. De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, o homem estava completamente embriagado, correndo o risco de ser atropelado. 

Ainda de acordo com a PRF, o homem, que não estava com nenhum documento, foi reconhecido por um borracheiro da região, que guiou os agentes até a residência sua residência. Segundo a PRF, o homem não acordou em momento algum.